Os perigos do diabetes

Os perigos do diabetes

O diabetes é uma doença silenciosa e bastante traiçoeira. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), em 2015 tinhamos cerca de 14 milhões de brasileiros com a doença, sendo que metade das pessoas ainda não havia sido corretamente diagnosticada. Para  2040, as projeções chegam a 23 milhões de pessoas. 

 

Com números tão alarmantes e aproveitando o gancho do Dia Mundial do Diabetes neste mês de Novembro, iremos abordar os perigos da doença aqui no blog. 

 

Papel da glicose no organismo

Antes de falarmos da doença propriamente dita, é importante mencionarmos a função que a glicose desempenha em nosso organismo. Diferente do que algumas pessoas podem pensar, ela é importante para o funcionamento do nosso corpo, por ser um carboidrato que fornece energia. 

 

Ela é metabolizada pela insulina, um hormônio cuja principal função é justamente colaborar com a absorção da glicose pelas células, impedindo que fiquem circulando em excesso pelo sangue. Sendo assim, fica mais fácil presumir que, quando algo não vai bem com ela, nosso corpo não realiza o transporte para onde deveria, gerando sua concentração no sangue e por consequência, o diabetes. 

 

Variações da doença

Existem três possíveis variações do diabetes: a tipo 1, a tipo 2 e a Gestacional. A seguir, vamos citar as particularidades de cada uma delas: 

 

  • Diabetes tipo 1: neste tipo específico da doença, há a ausência ou a produção insuficiente de insulina, por conta da destruição das células que realizam esta função. Deste modo, a glicose fica concentrada no sangue. Para conseguir manter o problema sob controle, o paciente precisará aplicar insulina diretamente nas veias, a partir de injeções. Pode se manifestar em qualquer idade. 

 

  • Diabetes tipo 2: É mais comum em adultos com mais de 40 anos, e possui relação direta com o sedentarismo, o excesso de peso, má alimentação e ansiedade, o que infelizmente a faz ganhar espaço também entre os mais jovens. 

 

Neste tipo específico, o pâncreas pode até estar produzindo insulina, mas em quantidade aquém do necessário e/ou sendo utilizada de maneira incorreta pelo organismo. 

 

  • Diabetes gestacional: o próprio nome já dá a dica: o problema se manifesta durante a gravidez, e pode desaparecer logo após o parto. No entanto, é importante dizer que gestantes que a desenvolvem necessitam de acompanhamento do quadro pelo médico, para resguardar a saúde da futura mamãe e também do bebê que está por vir. 

Primeiros sintomas

 

Quando falamos da diabetes tipo 1, os sintomas podem incluir sede e fome excessivas, além de produção excessiva de urina. Já a diabetes tipo 2 é assintomática, o que reforça a importância de check-ups preventivos em qualquer etapa da vida, para verificar o 

funcionamento do organismo. 

 

Por fim, quando falamos da diabetes gestacional, podemos citar a gravidez associada ao excesso de peso. Mulheres que engravidaram neste contexto e que tiveram bebês que nasceram com mais de 5 kg apresentam mais chances de desenvolver a doença. 

 

Tratamento 

 

O tratamento também varia caso a caso. No diabetes tipo 1, a insulina precisará ser utilizada pelo paciente durante o resto da vida, além de manter a alimentação sob controle. Na tipo 2, o foco está na mudança de estilo de vida: refeições, atividades físicas, evitar o consumo de álcool e não fumar serão essenciais durante o processo. 

 

No tipo 3, como já foi dito acima, é importante seguir todas as orientações clínicas, para evitar que o bebê tenha problemas no nascimento. 

 

Prevenção

 

De certo modo, já abordamos a questão da prevenção ao longo do texto, mas vale reforçar. Cuidar da dieta, ter boas noites de sono, acompanhar o peso e realizar exames periódicos fazem a diferença para prevenir, diagnosticar e se necessário tratar qualquer problema logo em seu início.

 

Sabemos que em uma rotina repleta de obrigações, seja com a família, trabalho ou estudos, pode ser bastante desafiador cuidar da saúde, mas o esforço vale a pena! Com ela, você estará mais perto de todos os seus objetivos pessoais e poderá desfrutar muito mais de cada momento. Cuide-se! 

 

Conheça a Clínica Dr. Canarim

 

A Clínica Dr. Carlos Canarim, especializada em Cirurgia Bariátrica e Metabólica no Rio de Janeiro, fica situada na Barra da Tijuca e possui um corpo clínico completo para auxiliar seus pacientes, incluindo orientação de uma nutricionista.

 

Saiba mais acessando o nosso site neste link!

 

Continue no nosso blog!