Hipertensão e obesidade: entenda esta relação!

Hipertensão e obesidade: entenda esta relação!

 

De acordo com levantamento do Ministério da Saúde, quase 30% da população brasileira sofre com a hipertensão, um problema silencioso e que quando não controlado, pode prejudicar os rins e também o sistema cardiovascular. A obesidade é um grande fator de risco.

Entenda a relação entre os dois fatores aqui no nosso blog. Vamos lá?

O que é a hipertensão? 

A hipertensão é caracterizada pelo aumento além do esperado da pressão que o sangue faz para circular por todo o nosso corpo. Ela ocorre quando os valores das pressões mínima e máxima são iguais ou superiores a 140/90 mm/HG, ou 14 por 9 durante a maior parte do tempo. 

Nossa pressão arterial varia naturalmente ao longo do dia. Quando estamos deitados, ela tende a abaixar, pois o organismo entende que estamos em um momento de repouso. Já quando estamos em movimento, é esperada uma subida, pois nosso cérebro entende que precisamos de mais energia para realizarmos as atividades. 

O recomendável, contudo, é que a pressão fique sempre nos famosos 12 por 8. Acima disso, aumentam-se os riscos de problemas. 

Principais sintomas 

Como dito no começo do texto, a hipertensão é um problema silencioso, mas apresenta alguns sintomas em estágios mais avançados. Entre eles, podemos citar: 

  • Tontura
  • Fortes dores de cabeça
  • Cansaço constante e excessivo
  • Enjoos

Quais os riscos de ser hipertenso?

São vários os riscos de uma pessoa ser hipertensa. Quando o problema não tem o devido acompanhamento, pode abrir espaço para questões mais perigosas, como as doenças cardiovasculares, problemas renais e até mesmo provocar a perda gradual da visão. 

Qual a relação entre hipertensão e obesidade?

Sabe-se que existem vários tipos de obesidade, e a que apresenta a relação mais direta com a pressão arterial é a chamada obesidade visceral, quando a gordura se concentra no abdômen. Deste modo, manter o peso sob controle a partir de uma dieta equilibrada contribui não só para o emagrecimento como também para minimizar os riscos de hipertensão ou mantê-la sob controle. 

Como tratar ou prevenir o problema

Além da importância da alimentação citada no tópico anterior, a atividade física, desde que feita de forma gradativa e respeitando os limites do corpo, pode contribuir para prevenir o problema. 

Em casos mais agudos, é importante consultar o médico que pode receitar a medicação devida para o paciente, sendo de fundamental importância que seu uso seja de forma contínua, mesmo após a questão estar estabilizada.  

Conclusão

Nosso objetivo com este blog é conscientizar as pessoas a respeito dos perigos da hipertensão. Agora que você já entende melhor o assunto, tenha hábitos saudáveis e não deixe de consultar um especialista caso já sofra com o problema. Cuide-se! 

Sobre a Clínica Dr. Canarim

A Clínica Dr. Carlos Canarim, especializada em Cirurgia Bariátrica e Metabólica no Rio de Janeiro, fica situada na Barra da Tijuca e possui um corpo clínico completo para auxiliar seus pacientes, incluindo a orientação de psicóloga e nutricionista.

Saiba mais acessando o nosso site neste link!